Para aceder ao website da McDonald’s® Portugal utilize, por favor, um dos seguintes browsers: Microsoft Edge, Chrome, Firefox ou Safari.

Este site utiliza cookies. Ao navegar, estará a consentir com a sua utilização.

Saiba mais sobre a Política de Cookies aqui

Sobre a McDonald's

Ambiente

Na McDonald's acreditamos que cada ação faz a diferença e por isso temos como lema: evitar, reduzir e reciclar!

A McDonald’s e o Ambiente

Na McDonald's reconhecemos a necessidade de proteger e preservar o ambiente. Comprometemo-nos em analisar cada aspeto do nosso negócio, verificar o seu impacto ambiental e tomar medidas ativas com vista à sua minimização.

 

Estamos empenhados no cumprimento de uma política ambiental responsável que assegure um desenvolvimento sustentável e que garanta uma permanente qualidade de serviços aos nossos consumidores.

 

O nosso papel é o de assegurar o conforto dos nossos clientes, sem esquecer a dos nossos vizinhos.

 

A McDonald's tem certificado o seu Sistema de Gestão Ambiental (SGA) em todos os restaurantes, de acordo com a norma NP EN ISO 14001 (2015).

 

Consulte aqui a nossa política ambiental.

Reciclagem

Privilegiamos a valorização dos nossos resíduos. Quer se trate dos óleos de fritura, das embalagens de cartão ou das pilhas dos brinquedos do Happy Meal, damos o nosso melhor para separar e dar uma segunda oportunidade a estes produtos.

ÓLEOS
Os óleos de fritura são valorizados em biodiesel. Recorrendo aos serviços de uma empresa devidamente licenciada, os nossos óleos são recolhidos para serem posteriormente transformados em biodiesel. 
Parte do biodiesel é incorporado no combustível da frota de distribuição que permite percorrer cerca de 450.000 km/ano. Todos os restaurantes McDonald's integram este projeto.

RESÍDUOS
Os resíduos de embalagens de cartão e plástico são devidamente acondicionados em contentores próprios e são depois compactados e transportados para ecopontos respetivos.
O nosso sistema de compactação permite-nos uma redução de volume de resíduos em 66%.

PILHAS
Nos nossos restaurantes existem pilhões para a recolha de pilhas usadas, que são depois encaminhadas para valorização através do sistema nacional de recolhas da Ecopilhas.

Preservação dos recursos

Damos o nosso máximo para rentabilizar os recursos naturais e reduzir a produção de resíduos
Quer se trate de materiais de construção dos nossos restaurantes ou materiais que utilizamos para o servir todos os dias, o princípio é o de preservar ao máximo os recursos naturais e reduzir, sempre que possível, a produção de resíduos.
Utilizamos painéis solares para aquecimento de água através da utilização de dispositivos e equipamentos para o efeito. Procuramos uma redução efetiva do consumo de água através da utilização de dispositivos e equipamentos para o efeito. Os quadros elétricos têm instalado um dispositivo de controlo que permite uma redução no consumo de energia.


Utilizamos ao máximo materiais reciclados
Desde há vários anos que a maior parte das nossas embalagens é feita a partir de papel reciclado, o que nos permite reduzir, sempre que possível, a utilização de recursos naturais e contribuir ativamente para o desenvolvimento da reciclagem em Portugal. As nossas embalagens de cartão - por exemplo, as embalagens das batatas fritas ou das sanduíches - são compostas por 72% de fibras recicladas. Os guardanapos de papel, o papel dos tabuleiros e os copos são em papel 100% reciclado. Os sacos onde colocamos as suas encomendas contêm pelo menos 40% de fibras recicladas e o papel utilizado é branqueado sem utilização de cloro. 90% das embalagens são produzidas com recurso a matérias provenientes de fontes renováveis.


Reduzimos o peso e o tamanho das nossas embalagens
Num período de referência de três anos de consumo, as diferentes reduções permitiram economizar, em média, mais de 5.000 toneladas de papel, 290 toneladas de plástico e 200 toneladas de cartão*!
(*)Estimativa McDonald's

Integração nas comunidades

O nosso papel é o de assegurar o conforto dos nossos consumidores, sem esquecer o dos nossos vizinhos. Desde há vários anos que nos esforçamos por reduzir alguns efeitos que a nossa atividade pode causar sejam eles sonoros, olfativos ou visuais, e por garantir a limpeza em redor dos nossos restaurantes.

A nossa intervenção sobre o odor e o ruído. Antes da implantação de alguns dos nossos restaurantes, é elaborado um estudo acústico. Caso sejam detetados problemas sonoros ou de odor provenientes da cozedura dos alimentos, são propostos equipamentos específicos de modo a reduzir eventuais incómodos.

Ser discreto e confundir-se com a paisagem. Alterámos consideravelmente a arquitetura das nossas fachadas de modo a respeitar o estilo e ambiente nos locais de implantação. Além disso, como grande parte dos nossos restaurantes possui parque de estacionamento, fazemos questão de criar espaços verdes e de assegurar a sua manutenção.

Limpar as ruas. Apesar de existirem caixotes do lixo na proximidade dos nossos restaurantes, as nossas equipas fazem rondas diárias de limpeza nas zonas limítrofes dos restaurantes.

Parceiros

O respeito pelo ambiente é também uma responsabilidade dos nossos parceiros.
Enquanto empresa responsável, o nosso papel é também o de garantir que a produção das nossas matérias-primas, por parte dos nossos fornecedores, e o seu transporte até aos nossos restaurantes, provoca o menor impacto ambiental possível.

Na qualidade de fornecedor de serviços logísticos e de transporte, a HAVI-LOGISTICS, adota medidas de desenvolvimento caracterizadas por duas grandes escolhas estratégicas:

1. Uma frota de veículos de entrega multi-temperaturas que permite entregar, de uma só vez, todos os nossos produtos (produtos ultracongelados, produtos frescos e produtos à temperatura ambiente) nos nossos restaurantes, e reduzir de forma significativa o número de camiões a circular nas estradas, o consumo de combustível e a emissão de gazes de escape.

2. Uma implantação nacional que permite reduzir os quilómetros percorridos pelos veículos de entrega.


Paralelamente, a HAVI-LOGISTICS, dá formação regular aos seus motoristas no sentido de uma condução preventiva e económica em combustível.